há festa na moradia

by B Fachada

supported by
/
1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.

credits

released July 12, 2010

martim faz o soberbo trabalho de contrabaixo, b fachada toca o resto. gravado e misturado no golden pony por eduardo vinhas e pedro magalhães. masterizado por tó pinheiro da silva.
produzido por b fachada e eduardo vinhas.

uma edição mbari música & b fachada

tags

license

all rights reserved

about

B Fachada Portugal

contact / help

Contact B Fachada

Streaming and
Download help

Redeem code

Track Name: há festa na moradia
para celebrar mais um vir de estação quente para festejar o alongar da luz do dia para convencer o fado que o gentio contente não cabe cá em tão distinta companhia para reflectirmos sobre o mundo estar diferente para nos queixarmos do crescer da chungaria pelo requinte que não é para toda gente para mostrar roupas cabelos joalharia para cotar altos os favores de quem vem para passarmos um serão de fantasia marcar um dia em que sabe que não faltará ninguém para tentar a sorte com aquelas vagas para a maçonaria vêm burgueses lá do norte ver os ministros da monarquia há festa na moradia explicar de véspera as funções dos empregados para que consigam bem servir a putaria que quando eu começar a ver os convidados já tem que estar a postos a cavalaria para as madames um menino a cada uma para os maridos ter um balde de água fria guardar a coca junto à piscina de espuma porque esta noite não acaba sem orgia ver as crianças a brincar também aos ministérios que vão dirigir um dia treinar a via de pequeno se faz um filho-da-mãe para tentar a sorte com aquelas vagas para a maçonaria vêm marxistas lá do norte dormir com os padres da monarquia há festa na moradia.
Track Name: joana transmontana
joana transmontana tu não dás descanso à terra dumas grutas lá na serra tens tu histórias para contar da cidade só trouxeste chagas fundas de miséria mas com fama de galdéria estás na calha para casar com tanta gente que passou pela tal joana cadê poetas para cantar a transmontana joana transmontana já não queres estar com ninguém e dos tempos de belém não te deixas perguntar nas colónias de lisboa ser pessoa é compromisso e como sabes pouco disso voltaste para humanizar antes estar com fome aqui que em lisboa a lavar pratos trocar um milhão de putos por cinquenta velhos chatos fugi dos brutos de lá sem medos nem sapatos joana transmontana não te queriam namorar tinhas vindo lá da terra das peneiras por tratar mas depois de uns poucos meses de te verem funcionar conseguiste o aval das velhas e moços para passear joana oh joana se tu tinhas aqui vida porque foste de fugida logo em primeiro lugar e com isto eu só pergunto se miranda é tão mais lindo do que a capital fingindo que tu não nos vais faltar.
Track Name: os discos do sérgio godinho
só me mostravas discos do sérgio godinho dominavas o glossário daquele verso irregular para o santuário trazias moços e vinho vinhas com a viola ao ombro para poderem cantar a liberdade está a passar por aqui e agora é hora de eu te a dar a ti pedi-te a viola falei-te na minha escola que é nula e não rula a não ser para mim e preparei-me para cantar pus o capo no lugar fiz questão de me levantar dei corda a unha dei corda à composição mesmo sabendo que tu não gostavas da canção eu também sei escrever para te cantar assim com o verso enfim quebrado quase falado eu também sei escrever para te cantar assim com medo de guardar segredo quando o verso é mal cantado senti-te a falta quando seguiste caminho a cama fria o meu cantinho a ver a solidão ficar no quarto a viola de fininho vai guardando cada letra que eu recuso cantar e a liberdade já passou por aqui mas estava mal ensinada quis salvar-te só a ti pediu-me a viola para eu lhe passar a bola a vida crua de rua estava a levar-me ao fim não tendo nada para dizer pus a cadência a tocar deixei o fado falar dei corda à unha dei unha à corda solta canções hão-de sair mesmo sem te trazer de volta.
Track Name: tema do melancómico
és melancómico já foste cínico tens dessa sina de passar o tempo atónito és económico um pouco cénico tens muita vida para fazer amor platónico és engraçado bem cultivado estás no presente a preparar o teu passado és analógico estás sempre alérgico espalhas pelo bairro o teu requinte gastronómico és puro-irónico és um bom cantor-afónico apesar do jeito tímido és um prato oh melancómico és verdadeiro poeta por inteiro já só te falta ter um gato e um marinheiro sou melancómico um pouco cínico tenho essa sina de passar o tempo atónito sou económico também sou cénico há muita vida para fazer amor platónico sou engraçado bem cultivado estou no presente a preparar o meu passado.
Track Name: quem quer casar com o b fachada
dizes que gostas de mim mas afinal só queres canções e o namoro no fim é que revela as condições a vida alheia sabes que não me agrada dei-te o bernardo mas tu queres é b fachada e quanto mais me repito mais te custa acreditar e se me vês mais aflito já é falta de gostar se sou um simples mortal peço licença para viver se sou um homem especial também não queres ser só mulher o cidadão que eu dei não quiseste para nada mas é preciso uma pj para casar com o b fachada saber cantar nunca foi um bom sinal para namorar saber cantar já tentei amores mais puros já tentei amores cruéis e os meus amores mais maduros foram de fadas e corcéis com esta fé que morreu fiquei sem peito para paixões mas se o bernardo é que sou eu também ninguém quer confusões o coração eu sei não vai sentir mais nada mas vou buscar uma pj para casar com o b fachada.
Track Name: memórias de paco forcado, vol. 1
disse à mamã que o meu sonho era ser artista o pai calou-se a mana era massagista ter uma casa no bairro alto e 3 engates só na bica ir ao porto em procissão incentivar a inspiração foi só fazer a trouxa e largar o pirralho fugir sem mapa cão espingarda ou agasalho levo botas e cajado se vier algum ladrão mas chegado a lisboa farei deles instalação depois das portas de benfica eu marchei sobre s. sebastião tenho ganas de ir à bica mas não fica aqui à mão dormi no metro a sonhar com a zé dos bois com raparigas lindas e homens 2 a 2 encarnar a carneirada respirar a multidão para depois contraditório sentir grande solidão volta ao mundo de lisboa ser de esquerda para cuspir no pai adão dominar o circuito independente ser diferente apesar de charlatão eu vou ser o puto abrantes eu vou ser o panda bear entrar onde eu quiser ai entrar onde eu quiser.
Track Name: enquanto temos boa mão
vejo em ti a minha mãe vejo em mim o meu papá vejo em nós os tios os primos esclarecidos a resolver a vida já é para avançar e é para sentir que já é tempo de produzir agora que eu já sou crescido sem merdas de cowboy pagão e tu também queres um marido vou eu pagar a refeição vais te deixando embebedar também não vim cá para brincar tu não és fácil eu não sou bom de seduzir mas não são mais de sete voltas para a muralha cair não sou nem bom nem mau amigo podes vir ver se queres ou não vou tendo amantes mas consigo ir lá pedir-lhes permissão sei que é difícil assentar e decidir eu sei que eu estou na mesma condição mas é agora ou nunca altura de subir pensei enquanto temos boa mão.